Átomo de Bohr: Níveis de Energia



Apresenta o modelo de Bohr: impondo-se a quantização do momento angular do movimento orbital do elétron, resulta a quantização dos níveis de energia.

source

33 COMENTÁRIOS

  1. Comecei a assistir seus vídeos agora. Me motivou bastante pra voltar a estudar. Fiz bacharelado e Licenciatura em Química pela UFAM Universidade Federal do Amazonas, mas por problemas de trabalho, fui jubilado. Agora aos 57 anos, espero voltar a estudar ano que vem. Parabéns pela sua didática. Um abraço.

  2. Sou aluna de química I e com apenas 1 mês e meio de aula já estamos fazendo prova sobre química quântica. Agradeço a ótima ideia e permissão de se filmar as aulas do professor. Felizmente há muita gente boa contribuindo para o desenvolvimento de outros. Gratidão!

  3. Professor, atribuo ao senhor a minha aprovação em química no meu primeiro semestre do bacharelado em física. Meu professor aprofundava bastante o conteúdo, só as suas aulas conseguiram ser a nível para me ajudar. Muito obrigado. O senhor é um professor espetacular. Espero um dia ter ver por aí, sou da UFRN.

  4. professor, muito obrigada, eu estava com muitas dúvidas em relação ao modelo atômico de Bohr, porque ele tirava da cartola, segundo o que eu pensava, algumas ideias que me pareciam mágicas, e o senhor está ensinando como é que o Bohr esteve fazendo para fazer valer a ideia da estabilidade num sistema planetário de eletrons em torno do núcleo…Uau, no fim do vídeo, obtidos os níveis de energia, vai dar zero, terminou o átomo, puxa, é fantástico…

  5. Fico imaginando a dificuldade do aluno no início da graduação de química sem ter visto todas essas grandezas como momento angular, energia cinética… Eu entendo porque sou aluno de física (começamos com o macroscópico e terminamos com microscópicos) mas os alunos de quimica já começam com o microcópico. Realmente deve ser muito difícil para os alunos de química!!

Deixe uma resposta