Complexo, arquétipo e simbolo: Na psicologia de C. G. Jung


Valor [price_with_discount]
(Atualizado em [price_update_date] – Sobre)


[ad_1]
Em princípio, complexo e símbolo, segundo Jung, coincidem em muitos aspectos, pois ambos se enraízam num núcleo de significado arquetípico e no inconsciente coletivo. Por isto, arquétipo, complexo e símbolo podem, com certa razão, ser usados como “conceitos” intercambiáveis ??em seu significado intrínseco, como fez Jung.



[ad_2]

Deixe uma resposta