ELETRONEGATIVIDADE, TEORIA DO OCTETO E LIGAÇÕES IÔNICAS | QUÍMICA | DESCOMPLICA



Continue com a gente!

✏️ Assine o Descomplica com desconto: http://bit.ly/2G86K8b
✏️ Facebook: https://www.facebook.com/descomplica.vestibulares
✏️ Twitter: https://twitter.com/descomplica
✏️ Instagram: https://www.instagram.com/descomplica/

—–

Nessa videoaula, o professor Allan Rodrigues fala sobre Compostos Iônicos, Fórmula Molecular, Ligação Covalente, Ligação Covalente Dativa, Hibridação e Ligação Metálica. Dá o play e venha entender tudo sobre esses assuntos!

——
00:00:00 Descomplica — Eletronegatividade, Teoria do Octeto e Ligações Iônicas — Professor Allan Rodrigues
00:00:57 No módulo de Ligações químicas, será abordado o porquê que os átomos se ligam, quais os tipos de ligações, interações, solubilidade, polaridade, geometria molecular, etc.
00:01:52 Alguns átomos por si só não são estáveis na natureza. Eles precisam fazer algo entre os átomos para tornarem-se estáveis. Ao analisar cada um dos átomos que existem na tabela periódica, surge um grupo de elementos que não se ligam a ninguém. São os gases nobres, que é uma espécie que já está estabilizada. Ao analisá-los, foi possível observar que todos (exceto 1 gás nobre) apresentam 8 elétrons na última camada. Logo, o objetivo de todos os átomos é ter a estabilidade de um gás nobre, com 8 elétrons na última camada. Surge então o conceito da teoria do octeto.
00:03:23 Na tela: A Regra do Octeto diz que os átomos tendem a se ligar e possuir 8 elétrons em sua última camada.
00:03:59 Na tela: Embora hajam algumas exceções, a princípio, vamos partir do pressuposto que todo o átomo quer atingir o octeto.
00:04:25 Na tela: Eletronegatividade é a tendência que um átomo têm em atrair os elétrons em uma ligação química.
00:04:57 No quadro, o professor explicará como que a eletronegatividade se comporta em relação à tabela periódica. Na tela, aparece uma tabela periódica para facilitar a visualização.
00:05:38 3 tipos de ligações químicas: iônica, covalente e metálica.
00:05:53 Ligação iônica ou eletrovalente: ligação entre um metal e um ametal.
00:06:22 Na tela: Ligações entre metais e ametais caracterizam ligações iônicas.
00:07:11 Na tela: O elétron do metal tem a tendência a ser transferido para o ametal.
00:07:16 Na ligação iônica, os elétrons são transferidos. Eles, de fato, saem de uma espécie química e vão para outra.
00:07:24 Na tela: Quando um átomo perde elétrons, ele assume uma carga positiva; quando ganha elétrons, ele assume uma carga negativa.
00:07:39 Na tela: Daí vem o nome Ligação Iônica, é composta por íons.
00:08:10 Na tela: Diferença de eletronegatividade entre os átomos para ser ligação iônica deve ser maior do que 1,7.

source

32 COMENTÁRIOS

  1. Na química ainda estou engatinhando, mas no português já sou um pouco mais arrogado. Portanto, na legenda que adverte da possibilidade de outros átomos que não intentam atingir o octeto, o correto é "Embora haja algumas exceções". Obrigado pela aula!

Deixe uma resposta